Dia Mundial da Alimentação destaca agricultura familiar

Postado em 13/10/2014 |

13/10/2014

 Agricultura Familiar: "Alimentar o mundo, cuidar da terra"  é o tema escolhido pela FAO este ano para  o Dia Mundial da Alimentação. O objetivo é elevar o perfil da agricultura familiar e os pequenos agricultores. Centra-se a atenção do mundo sobre a importância do papel da agricultura familiar no combate à fome e à pobreza, proporcionando segurança alimentar e nutricional, melhorando os meios de subsistência, a gestão de recursos naturais, proteção do meio ambiente e desenvolvimento sustentável, em particular nas zonas rurais. 
 
No Brasil, as atividades que marcam a data já começaram e vão até 17 de outubro, consolidando a Semana Mundial da Alimentação. No dia 17 de outubro, a TV NBr transmitirá uma teleconferência sobre o Dia Mundial da Alimentação, com foco na 4ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. A teleconferência terá participação da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional, do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea).
 
Debate promovido pela FAO

Durante 2014, quando se comemora o Ano Internacional da Agricultura Familiar (AIAF), a ONU vem destacando a atual contribuição e o enorme potencial de pequenos agricultores e agricultores familiares para a erradicação da fome, garantindo a segurança alimentar e protegendo o meio ambiente.
 
À medida em que Ano chega ao fim, a FAO promove, nos dias 27 e 28 de outubro, o Diálogo Global sobre Agricultura Familiar que reunirá autoridades, agricultores familiares e suas organizações, a sociedade civil, o setor privado, o meio acadêmico e agências de desenvolvimento, para fazer um balanço dos avanços conquistados e definir a tônica para uma agenda de iniciativas pró-agricultura depois de 2014. 
 
Ao longo do ano, foram realizadas milhares de iniciativas mundialmente, em âmbitos global, regional e nacional. Isso motivou uma ampla mobilização pró-agricultura familiar e um processo de diálogos sobre políticas que não teriam acontecido sem o Ano Internacional.
 
Esta jornada melhorou a compreensão sobre os desafios enfrentados pelos agricultores familiares em diferentes contextos sociais, econômicos e ecológicos. Ela enfatizou a importância de identificar as políticas certas para capacitar os agricultores familiares e, assim, aprimorar sua produtividade e garantir acesso a recursos naturais, bem como seu uso. 
 
Brasil
 
No início de outubro a FAO e o governo brasileiro assinaram em Roma um acordo segundo o qual o Brasil destinará US$ 150 mil ao Fundo Fiduciário Multilateral do Ano Internacional da Agricultura Familiar, administrado pela organização.
 
Os recursos servirão para apoiar a participação social no Diálogo de Políticas de Agricultura Familiar. Além disso, contribuirão para o desenvolvimento da plataforma digital sobre publicações, políticas e legislações relativas à agricultura familiar.
 
O acordo também beneficiará a criação de um grupo de trabalho sobre definições e tipologias nesse setor.
 
“Apreciamos a liderança do Brasil na área de agricultura familiar, e entendemos que esse acordo será fundamental para a ampliação dos diálogos no setor”, afirmou Laurent Thomas, Chefe do Setor de Cooperação da FAO.
 

fonte: FAO

Navegue no portal

O Portal da Asbran está sempre com novidades para melhor atender você. Aqui você vai encontrar muita informação, acessar publicações, resgatar a memória e conferir o calendário de eventos.

TÍTULO DE ESPECIALISTA

em nutrição

CONBRAN

congresso de nutrição

CANAL ASBRAN

vídeos

MEMÓRIA ASBRAN

nossa história

REDE ASBRAN

associe-se

REVISTA DA ASBRAN

eletrônica

AGENDA DA NUTRIÇÃO

eventos programados

PRONUTRI

nutrição clínica